Sementes: comércio internacional movimenta US$ 3 bi em três dias no Brasil
Mais de 900 estrangeiros e 100 brasileiros foram responsáveis por movimentar cerca de US$ 3 bilhões em negócios de compras e vendas de sementes, durante o World Seed Congress, que aconteceu de 26 a 28/6, no Rio de Janeiro. Deste total, o Brasil representa o volume de US$ 100 milhões, entre negócios de exportações e importações, de variados tipos de sementes, entre as principais: milho, forrageiras tropicais e hortaliças. Essa é a estimativa oficial do International Seed Federation (ISF), entidade internacional que reuniu as maiores autoridades no setor e que organizou, junto com a Associação Brasileira de Sementes e Mudas (ABRASEM), o evento.

O Congresso abriu espaço para que mais de 600 empresas, nacionais e internacionais, de 75 países, pudessem se reunir nas mais de 240 mesas reservadas para negociação e fechamentos de acordos para todo o ano. As empresas e associações reunidas no evento representam 95% do comércio mundial de sementes, o equivalente a 50 bilhões de dólares anuais. Este ano, o Brasil saltou de 20 para 100 empresários participantes. Cada pessoa presente se reuniu, em média, com 15 outras empresas para fechar parcerias. O País pretende, ainda, aumentar as exportações de soja, milho e arroz, o que é apenas o início de um processo de expansão.

O maior evento de sementes do mundo teve início no dia 26/6 e pela primeira vez foi organizado na América Latina, no Windsor Barra Hotel, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Entre os países presentes estavam China, Estados Unidos, Canadá, Chile, Egito, Austrália, França, Grécia, entre outros.

Fonte: Agrolink
 
logo-rodape

Abrates – Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Rua Jonathas Serrano, 895, Jardim Quebec.
Cep 86060-220 Londrina-PR
Fone: (43) 3025-5120 / Fax: (43) 3025-5223
Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira das 08h-12h / 13h30-18h

Site desenvolvido por VRSys Sistemas