Podcasts


20/11/2013 - No ABRATES em Foco, entrevistamos o pesquisador Celso Dornelas Fernandes da Embrapa Gado de Corte.

Ele esteve no XVIII Congresso Brasileiro de Sementes, realizado de 16 a 19 de setembro de 2013, em Florianópolis (SC),onde ministrou palestra sobre "Sanidade de sementes de forrageiras e sistemas de integração lavoura-pecuária".

Ouça aqui a entrevista com o pesquisador Celso Dornelas Fernandes.


Dulce Mazer - Jornalista - MTb 8775/PR
ABRATES - Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
imprensa@abrates.org.br

 


 

Zoneamento climático de MG mostra regiões favoráveis à produção de sementes de soja

Um estudo liderado pela pesquisadora da Embrapa, Gilda Pádua, estabelece um zoneamento agroclimático para a produção de semente de soja de elevada qualidade no estado de Minas Gerais. Acompanhe na entrevista com a pesquisadora:

Mapa das melhores regiões para a semeadura da Soja

 


 

Instrução normatiza a produção de sementes de espécies florestais

Ouça a entrevista realizada com o engenheiro agrônomo José Neumar Francelino, Coordenador Nacional de Sementes e Mudas do Ministério da Agricultura sobre a instrução que normatiza a produção de sementes de espécies florestais no Brasil.

Acesse aqui a entrevista.

 

 

 


 

Controle do mofo branco requer manejo integrado

Entrevista com o pesquisador Maurício Meyer, da Embrapa Soja.

Estima-se que dois milhões e 600 mil hectares de área plantada com soja no Brasil estejam infectados com o fungo do mofo branco. Dada a importância desta doença para os resultados econômicos de diversas culturas como a de feijão, soja, tomate, algodão e ervilha, plantas hospedeiras do fungo, nenhuma medida pontual pode ser eficiente isoladamente. Dessa maneira, o pesquisador da Embrapa Soja, Maurício Meyer, orienta quanto as principais ações no manejo do Mofo Branco e explica quais os principais objetivos da Rede de ensaio para manejo da doença que ele coordena junto ao professor Hercules Campos, da Universidade de Rio Verde (Fesurv).

Ouça aqui a entrevista com Maurício Meyer.

 

 


 

Experiências do Cerrado - Semeando o Bioma Cerrado

  Conheça o projeto "Semeando o Bioma Cerrado", coordenado por José Rozalvo Andrigueto, que apresenta alguns resultados da Rede de Sementes do Cerrado, uma associação sem fins lucrativos que visa o fomento do comércio e a melhoria da qualidade das sementes e mudas de espécies nativas do Cerrado. A instituição incentiva e promove a conservação e recuperação do bioma; a prestação de serviços referentes à conservação, promoção e exploração sustentada de plantas nativas; estudos e pesquisas referentes às plantas nativas; a divulgação de informações técnicas e científicas e a execução direta e indireta de projetos, programas e planos de ação pertinentes. 

O Cerrado ocupa uma área de aproximadamente 204 milhões de hectares, equivalente a 22% do território nacional. O grande desenvolvimento agrícola na região foi acompanhado pela redução da vegetação nativa. A recomposição de ambientes degradados depende de sementes e mudas de boa qualidade, com origem conhecida. Fatores como época e forma de coleta e modo de processamento e armazenamento de sementes, bem como as condições de produção de mudas em viveiro afetam a qualidade das plantas.

A Rede de Sementes do Cerrado tem entre seus objetivos captar e difundir conhecimentos e informações. As ações da Rede englobam todas as fases da produção e comercialização de mudas e sementes, desde a caracterização de matrizes até o acompanhamento de mudas no seu destino final.

Ouça aqui a entrevista com o coordenador do Projeto "Semeando o Bioma Cerrado", José Rozalvo Andrigueto sobre as principais ações do projeto:

 

Os representantes das Redes de Biomas devem se reunir em setembro de 2012 para, a partir de suas experiências, trabalhar novas ações em todas as regiões do Brasil. Segundo Andrigueto, as Redes devem se estruturar para que possam concorrer em projetos de patrocínios e, dessa maneira, contribuir para que o setor de sementes florestais se fortaleça.

Assista aqui ao vídeo que mostra ações de educação ambiental realizadas por agentes da Rede de Sementes do Cerrado.

 

 


 

Entrevista: - Julio Franchini, pesquisador da Embrapa Soja

 O pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Soja - Londrina), Julio Franchini apresenta os os benefícios da produção de sementes em sistema de baixo carbono.

 

Sobre Julio Franchini:

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Londrina (1990), mestrado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Lavras (1993), doutorado em Ciências pela Universidade de São Paulo Centro de Energia Nuclear na Agricultura (1997) e pós-doutorado em química orgânica pelo Consejo Superior de Investigaciones Cientificas em Sevilha na Espanha. Atualmente é pesquisador A da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária no Centro Nacional de Pesquisa de Soja em Londrina, PR. Atua na area de Manejo e Conservação de Solo e Água, principalmente nos seguintes temas: matéria orgânica do solo, plantio direto, ácidos orgânicos, mobilidade de cátions, plantas de cobertura e adubação verde, alumínio e sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta.

 


 

Pesquisador da Embrapa Soja explica a importância do tratamento de sementes

Em entrevista, o pesquisador da Embrapa Soja, Ademir Henning, explica a importância do tratamento de sementes e seus benefícios na sustentabilidade do sistema de produção. O pesquisador também destaca a necessidade de se utilizar sementes de boa procedência, a fim de garantir a qualidade do cultivo.

Henning finaliza esta entrevista ressaltando a importância do desenvolvimento da indústria de equipamentos para a produção de sementes de qualidade. Ouça aqui a entrevista com o pesquisador Ademir Henning.

 

 
logo-rodape

Abrates – Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes
Rua Jonathas Serrano, 895, Jardim Quebec.
Cep 86060-220 Londrina-PR
Fone: (43) 3025-5120 / Fax: (43) 3025-5223
Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira das 08h-12h / 13h30-18h

Site desenvolvido por VRSys Sistemas