ABRATES em Foco

Pesquisador da Embrapa Soja participa de evento on-line sobre planejamento da Safra de Soja 2021/2022

08/09/2021

A conquista de alto teto de produção pelo produtor de soja dependerá, em grande parte, das decisões que tomar no planejamento da Safra 2021/2022. A escolha da melhor semente e manter maquinários bem regulados estão no topo do checklist.

Orientações importantes, que o pesquisador da Embrapa Soja e diretor financeiro da Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates), Dr. José de Barros França- Neto, dará na live “Aquecimento da Safra” nesta quinta-feira (9), às 20 horas (horário de Brasília), no YouTube e Instagram. O evento é uma realização da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e Unilasalle.

A palestra “Semente e a Produtividade”, apresentada por França-Neto, faz parte de uma série de 10 episódios com diferentes especialistas.

O pesquisador destacará a importância da qualidade da semente na instalação da lavoura. A coordenação e mediação do evento on-line são do professor do professor Rogério Coimbra, da UFMT.

França-Neto ressalta que a semente deve ser vista como uma matéria-prima e não apenas como um insumo.

Ele aponta que dados da Embrapa comprovam que, lavouras iniciadas com sementes de alto vigor, podem ter incrementos na produtividade de 10% a 15%. 

  “O produtor, além de contar com uma cultivar apropriada, ter um parque de máquinas de semeadura bem ajustado e bem operado por profissionais treinados, precisa ter uma matéria-prima, a semente, de alta qualidade. Isso vai ser a  base, a estrutura, o alicerce para o  bom desempenho da produção. Entre outras características, a semente tem que ter alto vigor e alta taxa de germinação”, afirma França-Neto.

O pesquisador distribui essas recomendações em quatro pilares importantes:  qualidade fisiológica,  qualidade sanitária, qualidade genética e qualidade física.

“Esses quatro pilares têm de ser respeitados na escolha da semente da cultivar a ser utilizada. O ajuste do maquinário também deve ser observado. A semeadora precisa estar na velocidade correta, semeando na profundidade correta, com um bom sistema de distribuição de sementes, de tal maneira que não tenhamos plantas aglomeradas ou falhas na plantação”, avalia.

França-Neto conclui ressaltando que a escolha de sementes de alto vigor  é um dos pontos principais no planejamento da safra.

 “Sementes de alto vigor resultam em plantas de excelente desempenho agronômico, que são as mais produtivas, com bom sistema radicular, parte aérea mais eficaz, que faz melhor fotossíntese, o que vai resultar em maior número de vagens, maior número de sementes por plantas e, consequentemente, maior produtividade”, afirma o pesquisador.

Serviço: palestra “Semente e a Produtividade”, na live “Aquecimento da Safra”, com o pesquisador, Dr. José de Barros França-Neto

Quando: quinta-feira (9)

Horário: 20 horas (horário de Brasília)

Onde: YouTube e Instagram

Investimento: gratuita

 

Abrates lança nova edição do Manual do Analista de Sementes de Grandes Culturas

20/08/2021

A Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates) lança a 3ª edição do Manual do Analista de Sementes de Grandes Culturas. A publicação passa a contar com 175 páginas e 15 capítulos, sendo oito revisados e atualizados e sete, novos. “Essa nova versão do manual de analista, revisada e com capítulos adicionais, tem como finalidade proporcionar ensinamentos básicos relativos à análise de sementes de grandes culturas, de acordo com as Regras para Análise de Sementes (RAS), ajudando na formação de analistas de sementes e demais interessados em aprofundar seus conhecimentos no maravilhoso universo da análise dessa matéria-prima, cada vez mais imprescindível em qualidade, para a sustentabilidade do setor agrícola brasileiro”, comenta a autora Raquel Maria de Oliveira Pires, professora adjunta de tecnologia e controle de qualidade de sementes da UFLA.

Segundo Raquel, o manual é bastante abrangente em relação a culturas, mas tem como principais exemplos sementes de soja, milho, aveia, algodão e forrageiras. Os novos capítulos da atual versão são: Histórico e Importância da Análise de Sementes; Controles de Qualidade Interno e Externo Relacionados a Análise de Sementes; Sistema de Gestão de Qualidade; Transição ISO 17025/2005 para ISO 17025/2017; Procedimentos Legais para a Implantação de um Laboratório de Análise de Sementes; Procedimentos Legais em Análise de Sementes e Emissão de Resultados; Testes de Vigor; e Análise de Imagens de Sementes e Plântulas. Os novos capítulos foram escritos por professores da Universidade Federal de Lavras (UFLA), com apoio de estudantes da instituição.

“A publicação é um complemento ao que está prescrito nas RAS, com capítulos adicionais considerados igualmente importantes e necessários à complementação do conhecimento dos analistas de sementes. Eles irão contribuir com a melhor tomada de decisão dos analistas, dando-lhes fundamentos teóricos acerca das atividades que realizam, assim como da importância das mesmas”, complementa Raquel.

Os analistas de sementes são os responsáveis pelas avaliações de milhares de lotes a cada ano e, como vivemos tempos de constante inserção de tecnologias e evoluções de tratamentos, que valorizam cada vez mais a semente e são fundamentais para o estabelecimento de lavouras produtivas, avaliar a qualidade de sementes está se tornando um procedimento mais complexo, com relevância em todas as fases de obtenção de sementes até que chegue ao consumidor final. Para acompanhar tais avanços, o analista de sementes deve ter conhecimentos da biologia das diferentes espécies, atentando para procedimentos padronizados que envolvem a análise de sementes e que garantem a confiabilidade nos resultados. “Onde há produção, há necessidade de verificação da qualidade do que se produz, por isso, o mercado de trabalho requer, e está aberto aos analistas de sementes”, finaliza Raquel, complementando que a nova edição do manual reúne e sistematiza o conhecimento necessário para a boa formação profissional dos analistas de sementes.

SERVIÇO
Manual do Analista de Sementes de Grandes Culturas

Autora: Raquel Maria de Oliveira Pires

Preço: R$ 150 (não-sócios) e R$ 130 (sócios)

Mais informações: https://www.abrates.org.br/loja/produto/manual-do-analista-de-sementes-de-grandes-culturas

Uruguai realiza Primeiro Encontro Nacional de Analistas de Sementes

02/08/2021

O Uruguai realiza o 1º Encontro Nacional de Analistas de Sementes, dia Primeiro de Setembro. O evento on-line gratuito discutirá temas, como testes de rotina, novas ferramentas para análise de sementes e sistemas de gestão para otimizar as atividades nos laboratórios. A promoção é do Instituto Nacional de Sementes (Inase Uruguai).
O evento será aberto, às 9 horas (horário de Brasília), pela palestra "Papel do Instituto Nacional de Sementes" com o engenheiro agrônomo Daniel Bayce, CEO Inase. 
O encontro segue com a apresentação "Associação Internacional de Testes de Sementes", pelo engenheiro agrônomo Ignacio Aranciaga, do Comitê Executivo da Ista. Na sequência será ministrada a palestra "Laboratórios de Sementes em nosso País", com a Doutora Vanessa Sosa, gerente de Laboratório de Qualidade de Sementes Inase. 
A programação ainda conta com palestras sobre Qualidade Física. Entre os palestrantes, a analista de Laboratório de Qualidade de Sementes Inase, Fabian Makowski, , falará sobre "Requisitos de normas específicas"; a engenheira agrônoma Ana Tardáguila, chefe do Setor de Físico-Fisiológico da Inase/Laborarório de Qualidade de Sementes, apresentará o tema: "O que todo analista deve saber".
M. Sc. Victoria Valtierra, professor e pesquisador da Faculdade de Agronomia, UdelaR fará a palestra "Os nomes das plantas. Por que nomes científicos são importantes?". Já a engenheira agrônoma Teresita Farrás, conselheiro privado, ministra a palestra "Qualidade física nas sementes: o que significa e como determiná-la".
Confira a programação completa do encontro, conheça os outros palestrantes, obtenha outras informações importantes e  e faça inscrição no site da Inase Uruguai https://encuentro.inase.uy/home-english.html#agenda .

Revolução digital na produção de sementes é tema da V Prosa Sementeira

02/08/2021

Elevada produtividade no campo requer sementes de alta qualidade, que, por sua vez, dependem essencialmente dos avanços tecnológicos nas áreas da biotecnologia, resistência a herbicidas e insetos, tratamento industrial, bem como de equipamentos de última geração, como drones, laser, Raio-X e GPS. A V Prosa Sementeira vai tratar exatamente deste tema a “Revolução digital na produção de sementes”, na próxima quarta-feira (4 de agosto), a partir das 19 horas, na página do YouTube da Associação Brasileira de Tecnologias de Sementes (ABRATES), promotora do evento on-line.  

Participam da quinta edição da Prosa Sementeira, a professora de tecnologia e controle de qualidade de sementes da UFLA, Raquel Maria de Oliveira Pires, e o líder de agricultura digital para produção de sementes da Corteva Agriscience, Miguel Gustavo Herbes. Segundo a organizadora do evento e vice-presidente da ABRATES, Maria Laene Moreira Carvalho, serão abordados temas como a importância do cruzamento de informações agronômicas detalhadas sobre cada campo de produção de sementes; dados precisos sobre a operação das máquinas; informações de previsão climática, controle detalhado do uso de insumos e custos, dados obtidos de sensores instalados nos campos, informações de satélites de grande precisão ou de drones, monitoramento de pragas e outras informações que influenciam na produção. “Para que toda esta grande quantidade de dados possa ser processada de forma eficiente são necessárias tecnologias digitais, com capacidade para extrair informações úteis aos produtores de sementes”, complementa Laene Carvalho. 

A professora Raquel Pires abordará a eficiência do equipamento de Raio-X na avaliação da qualidade de sementes e do exame de sementes infestadas de milho e outras culturas, em substituição ao teste prescrito na RAS (Regras para Análise de Sementes). “A análise de imagens pelo teste de Raio-X é uma técnica que vem sendo bastante empregada por ser rápida, precisa e não destrutiva, tendo grande aplicabilidade na área de tecnologia de sementes”, frisa Raquel, acrescentando que a tecnologia aumenta a segurança e eficiência, além de facilitar e agilizar o trabalho de analistas de sementes. 

O agrônomo Miguel Herbes vai focar nas ferramentas digitais aplicadas à produção de sementes, que podem auxiliar a fase de planejamento da safra, durante a condução dos campos de produção e após a colheita, com o objetivo de aprendizado e melhoria dos campos de produção para as próximas safras. Ele vai abordar aspectos da análise de imagens NDVI, geradas a partir de imagens de satélite ou drones, aplicativos de coleta de informações no campo, dados de fertilidade do solo, identificação georreferenciada de ocorrências no campo, conectados a um sistema de gestão e a correta interpretação e uso efetivo das ferramentas que podem suportar a tomada de decisão durante o processo produtivo. “É uma jornada de transformação digital, não somente digitalização de atividades. Neste processo é importante identificar a ferramenta adequada no mercado e entender a forma de uso para agregar valor à produção de sementes”, afirma Herbes. 

SERVIÇO 

 V Prosa Sementeira – Revolução Digital na Produção de Sementes  

Quando: 04/08/2021 (quarta-feira)  

Horário: às 19 horas  

Onde: canal da ABRATES no Youtube - https://www.youtube.com/watch?v=oX9DJBsDL1Q 

Quanto: gratuito  

Mais informações: contato@abrates.org.br 

 

XXI Congresso Brasileiro de Sementes é transferido para 2022

28/07/2021

Em respeito a todos os participantes e parceiros, a Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates) decidiu adiar a realização do XXI Congresso Brasileiro de Sementes (CBSementes), motivada pelas restrições impostas pela pandemia do coronavírus (Covid 19).
Inicialmente agendado para acontecer entre os dias 6 e 9 de dezembro deste ano, o CBSementes foi transferido para o período de 12 a 15 de setembro de 2022, na Expo Unimed, em Curitiba (PR).  

Com o tema “Semente: Propulsora do Agronegócio” o congresso oferecerá palestras, painéis, sessões pôster com trabalhos científicos, além do showroom tecnológico de novos produtos e serviços de empresas do cenário agro.   Também serão realizados no último dia do CBSementes o 10º Simpósio Brasileiro de Tecnologia de Sementes Florestais, o 15º Simpósio Brasileiro de Patologia de Sementes e o 4º Simpósio Brasileiro de Sementes de Espécie Forrageiras, organizados pelos respectivos comitês das áreas da Abrates.
 

Segurança
De acordo com o presidente da Comissão Organizadora do   CBSementes, pesquisador Fernando Augusto Henning, a evolução atual da pandemia no Brasil   apresenta um momento de incertezas quanto à realização de eventos de grande porte presenciais para este ano. "Estamos transferindo para o próximo ano por uma questão de segurança sanitária para não expor os participantes a possíveis riscos, bem como para mantermos a qualidade técnica e científica de nossos eventos", afirma Henning.

Segundo ele, o CBSementes é um evento composto por conteúdo altamente relevante em termos de qualidade,   informação e conhecimento, onde os congressistas apresentam aos participantes as novidades em tecnologias e inovação em pesquisas de sementes desenvolvidas mundialmente.

"Além da segurança sanitária, temos a preocupação em realizar um evento atrativo em termos de qualidade com palestrantes e inovações na fronteira do conhecimento, sobretudo, com trabalhos científicos de alto nível, o que só é possível num ambiente seguro", acrescenta Fernando Henning.

Desta forma, a decisão da Comissão Organizadora também foi tomada em consideração às instituições, empresas e universidades que continuam com políticas restritivas em relação às viagens (nacionais e internacionais) para seus colaboradores, o que tem dificultado a confirmação de participação no evento, de forma presencial, de muitos palestrantes e, também, de patrocinadores e congressistas.

"Acreditamos que para tirar o máximo proveito do evento, é necessária a presença de   100% de público, de expositores, de órgãos de pesquisas e de estudantes, para haver grandes inovações tecnológicas e troca de conhecimento", pondera Henning, acrescentando que com as medidas impostas pela pandemia o número de participantes seria reduzido.
 

Qualidade técnica
"Temos o   compromisso de organizar um grande evento técnico e de qualidade, para participantes brasileiros e internacionais. Entendemos que, para isto,   seja necessário um ambiente onde a ciência e a tecnologia de sementes possam ser debatidas com maior tranquilidade. Por isso, zelamos muito pela qualidade do evento em termos técnicos e científicos e também pela segurança de congressistas, palestrantes, expositores e participantes em geral", afirma o presidente do CBSementes.  
 

Inscrições
Frente ao cenário atual, a Comissão Organizadora propõe manter as inscrições já efetuadas, garantindo para o próximo ano as mesmas condições, ou seja, as inscrições serão automaticamente transferidas para a nova data definida. Da mesma forma, os trabalhos submetidos serão encaminhados para apresentação, nos mesmos moldes, conforme estava previsto. Para mais informações sobre as inscrições acesse http://www.cbsementes.com/#
 

Atmosfera interativa
Para criar toda uma atmosfera interativa até a data do evento, a Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates) vai promover   conversas de caráter técnico, de forma on-line e pelas redes sociais, com as empresas e instituições de pesquisa que participarão do evento no ano que vem. "Vamos promover, esses momentos de interação com nossos patrocinadores, expositores, órgãos de pesquisas para trazer ao público um pouco do que será apresentado de forma mais completa no evento presencial em setembro",   afirma Fernando Henning.
 

Desde 1979
Realizado pela Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES) desde 1979, o Congresso Brasileiro de Sementes é o maior evento da área, reconhecido dentro e fora do País. Reúne técnicos, produtores rurais, empresários, pesquisadores, docentes e estudantes, além de representantes da indústria e do governo vinculados ao setor de sementes e das principais empresas do setor.
 

Hackathon
Esta edição do Congresso Brasileiro de Sementes trouxe uma novidade: o Seedthon é o primeiro hackathon 100% on-line realizado este ano em parceria com a ABRATES e o programa Plant Science Symposia Series, da Corteva. Três equipes venceram a maratona: UPF Seed Tech (1º lugar), Soldier Seeds (2º) e Refine Seeds (3º). Elas foram contempladas com prêmios que totalizaram mais de R$ 34 mil em prêmios.
Com o tema “Inovações no setor sementeiro”, o Seedthon atraiu mais de 300 participantes, de 147 cidades de 23 estados. Ao todo, foram mais de 60 equipes inscritas formadas por profissionais e estudantes de cerca de 30 áreas de atuação e formação, que vão desde a agronomia até a área médica. O evento contou com a participação de 169 instituições. Leia Mais: https://www.abrates.org.br/noticia/seedthon-anuncia-os-vencedores-do-primeiro-hackathon-sementeiro-do-brasil
 

SERVIÇO
XXI Congresso Brasileiro de Sementes – Semente: Propulsora do Agronegócio
Quando:   12 a 15 de setembro de 2022
Onde: Expo Unimed Curitiba - Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300 - Cidade Industrial de Curitiba
Inscrição:   http://www.cbsementes.com/#

Edições
O que é ABRATES em Foco?

ABRATES Em Foco é uma publicação eletrônica dirigida aos nossos associados, colaboradores, parceiros, assistência técnica, produtores, estudantes, profissionais da indústria de sementes, pesquisadores, engenheiros agrônomos, lideranças, formadores de opinião e representantes da imprensa especializada, enfim, a todos aqueles que de alguma maneira fazem parte da rede brasileira de produção de sementes.

Os leitores recebem o ABRATES em Foco via e-mail e podem ler seu conteúdo no site da ABRATES.

Destinamos o ABRATES em Foco à publicação de conteúdo jornalístico, informações técnicas, notícias de interesse para a indústria de sementes, além de manter os associados atualizados quanto às ações institucionais da ABRATES.

A publicação também poderá auxiliar a divulgação dos avanços e pesquisas nas áreas de Ciência e Tecnologia, publicados no Journal of Seed Science, antiga Revista Brasileira de Sementes (RBS), e no Informativo ABRATES.

Os leitores encontram aqui um espaço para apresentar opiniões, enviar sugestões de pautas para matérias técnicas, novidades do setor, evoluções tecnológicas do segmento, entre outros assuntos.

Para contribuir, envie seu texto, sugestão ou crítica para abratesemfoco@abrates.org.br

Torne-se um associado

E integre uma importante rede de pesquisa e ciência

Associe-se

Inscreva-se agora e receba nossa newsletter