Notícia

31 May
  • nenhum comentário
    Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto

Seedthon anuncia os vencedores do primeiro hackathon sementeiro do Brasil

Premiação às três equipes ganhadoras totalizaram R$ 34 mil; evento contou com mais de 300 participantes e 60 equipes

A comissão organizadora do Seedthon, composta por estudantes de dez universidades de diferentes partes do País (Andreza Cerioni Belniaki/UFPR, Emanueli Bastos Garcia/UEL, Rayssa Fernanda dos Santos/UEM, Samara Moreira Perissato/UNESP, Lívia Araújo Rohr/ESALQ, Daniel Teixeira Pinheiro/UFV, Venícius Reis/UFLA, Erivanessa/UFC, Jaquelini Garcia/UDESC e Jucimar Alves de Souza/UFMT), em parceria com a Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (Abrates) e o programa Plant Science Symposia Series, da Corteva, anunciaram durante live de encerramento do evento no YouTube, na noite de quarta-feira (28 de maio), as três equipes vencedoras do primeiro hackathon sementeiro do Brasil.

O Seedthon contou com o patrocínio das empresas Corteva, Agrotis, Rizobacter, Incotec, Pecege/WBGI, Silomax e GDM. E, também com o apoio da AgroAgenda e InovaHub.

Venceram a maratona as equipes: UPF Seed Tech (1º lugar), Soldier Seeds (2º) e Refine Seeds (3º). Elas foram contempladas com prêmios que totalizaram mais de R$ 34 mil em prêmios. A primeira colocada ganhou R$ 16 mil e bolsa de 30% de desconto em qualquer curso de MBA da Esalq/USP (Pecege), a segunda, R$ 10 mil, e a terceira, R$ 8 mil. Segundo os organizadores, todas as equipes vão receber também mentoria com a WBGI, uma venture building (fábrica de startups), sediada em Piracicaba.

Com o tema “Inovações no setor sementeiro”, o Seedthon atraiu mais de 300 participantes, de 147 cidades de 23 estados. Ao todo, foram mais de 60 equipes inscritas formadas por profissionais e estudantes de cerca de 30 áreas de atuação e formação, que vão desde a agronomia até a área médica. O evento contou com a participação de 169 instituições.

Das mais de 60 equipes inscritas, 38 chegaram à etapa de apresentação do pitch final. Cada equipe premiada venceu em um dos três cases propostos como desafios em tecnologias e inovações para o setor sementeiro.

Conheça as equipes premiadas

1º lugar - UPF Seed Tech

Case: Rastreabilidade e Ferramentas de Comunicação no Setor Sementeiro

 

Quatro integrantes da equipe são da Universidade de Passo Fundo (UFP): a professora e pesquisadora de agronomia Nadia Canalli Lângaro, a doutoranda de agronomia Michele Renata Revers Meneguzzo, o professor e pesquisador de informática Rafael Rieder e o estudante do curso de engenharia de computação Eduardo Garbini Pessolano. Completam a equipe, o doutorando de agronomia Diógenes Cecchin Silveira, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e o analista da ciência da computação da Embrapa Trigo, Diego Inácio Patrício.

2ª lugar - Soldier Seeds

Case: Otimização da Qualidade de Sementes

Todos os integrantes são paranaenses e estudantes do curso de agronomia da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Integram a equipe Alex Rodrigues Lopes, Antoni Wallace Marcos, Gabriel Favaro, João Pedro Pires Tristão Barbosa, João Vitor Liachi Cobianchi e Lucas Zaqueo Gava.

3º lugar - Refine Seeds

Case: Soluções tecnológicas e sustentáveis para o setor sementeiro

Equipe formada pela Doutora em Fitotecnia Carina Oliveira e Oliveira (SP), Doutora em Fitotecnia Danielle Otte Carrara Castan Sarto (MG), pelo engenheiro agrônomo Guilherme Defavari Sarto (MG), pela Doutora em Fitotecnia e professora Natália Arruda (PR) e pela administradora Julia Maria Defavari Sarto (MG).

De acordo com o vice-presidente do XXI Congresso Brasileiro de Sementes (CB Sementes), Fernando Augusto Henning, as equipes premiadas estão convidadas para apresentarem as soluções desenvolvidas durante o congresso, que será promovido pela Abrates entre os dias 6 e 9 de dezembro de 2021, em Curitiba (PR). As inscrições para o evento já estão abertas no site do evento no link www.cbsementes.com.
 

SERVIÇO

Link Live de encerramento e premiação do Seedthon: https://www.youtube.com/watch?v=pdo2D6Ha5T0

 

deixe seu comentário

Edições
O que é ABRATES em Foco?

ABRATES Em Foco é uma publicação eletrônica dirigida aos nossos associados, colaboradores, parceiros, assistência técnica, produtores, estudantes, profissionais da indústria de sementes, pesquisadores, engenheiros agrônomos, lideranças, formadores de opinião e representantes da imprensa especializada, enfim, a todos aqueles que de alguma maneira fazem parte da rede brasileira de produção de sementes.

Os leitores recebem o ABRATES em Foco via e-mail e podem ler seu conteúdo no site da ABRATES.

Destinamos o ABRATES em Foco à publicação de conteúdo jornalístico, informações técnicas, notícias de interesse para a indústria de sementes, além de manter os associados atualizados quanto às ações institucionais da ABRATES.

A publicação também poderá auxiliar a divulgação dos avanços e pesquisas nas áreas de Ciência e Tecnologia, publicados no Journal of Seed Science, antiga Revista Brasileira de Sementes (RBS), e no Informativo ABRATES.

Os leitores encontram aqui um espaço para apresentar opiniões, enviar sugestões de pautas para matérias técnicas, novidades do setor, evoluções tecnológicas do segmento, entre outros assuntos.

Para contribuir, envie seu texto, sugestão ou crítica para abratesemfoco@abrates.org.br



Torne-se um associado

E integre uma importante rede de pesquisa e ciência

Associe-se

Inscreva-se agora e receba nossa newsletter