Notícia

30 Aug
  • nenhum comentário
    Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto

Simpósio reúne mais de 200 pessoas para discutir o futuro da agricultura

Evento, realizado em Passo Fundo - RS, comemorou os 20 anos da Fundação Pró-Sementes. A programação foi aberta com a palestra “Políticas no Negócio de Sementes”

Com a presença de palestrantes de renome nacional, a Fundação Pró-Sementes de Apoio à Pesquisa, reuniu mais de 200 participantes no Simpósio da Semente. O evento aconteceu em Passo Fundo (RS), no dia 22 de agosto, em comemoração às duas décadas de atuação da entidade.

A programação foi aberta com a palestra “Políticas no Negócio de Sementes”, proferida pelo consultor técnico da revista SeedNews e professor da Faculdade de Agronomia da UFPel por mais de 40 anos, Silmar Teichert Peske. Ele abordou o dinamismo do setor sementeiro frente às inovações tecnológicas do setor.

O evento também teve a palestra “Gestão de Pessoas na Era Digital”, do CEO da Futuro S/A, André Souza. Ele abordou as mudanças que as novas tecnologias estão gerando no mundo do trabalho, nos negócios, nas organizações e na gestão de talentos.

 

O engenheiro agrônomo João Alberto Oliveira Júnior, diretor comercial da Ag.In, falou sobre como era a agricultura no passado, como se deu o surgimento da agricultura de precisão, que ajudou a criar o setor como conhecemos hoje, e quais são os próximos passos a partir da agricultura 4.0, na palestra intitulada “Do arado a agricultura 4.0”. O palestrante deixou um recado para os participantes: “não tenham medo de compartilhar suas ideias”.

A pesquisadora de ecofisiologia e biotecnologia da Embrapa Soja, Liliane Mertz Henning, encerrou a programação do Simpósio com a palestra “Ferramentas de Biotecnologia na agricultura: passado, presente e futuro”. A engenheira agrônoma abordou temas como o impacto da transgenia e do melhoramento genético na agricultura, bem como as novas ferramentas de edição gênica, em especial a ferramenta CRISPR/Cas, que permite alterar o genoma das plantas de forma precisa, e imitar mutações que poderiam ocorrer na natureza, mas que levariam anos.

O diretor da Fundação Pró-Sementes, Alexandre Levien, destacou o sucesso do Simpósio da Semente, bem como o empenho dos profissionais envolvidos organização do evento. Levien afirmou que, diante da experiência bem-sucedida da primeira edição, a entidade deve dar continuidade ao Simpósio.

Os participantes foram convidados a doar alimentos não-perecíveis. Foram arrecadados mais de 160 kg de mantimentos que serão encaminhados para o Centro de Referência de Assistência Social.

 

Sobre a Fundação Pró-Sementes:

A Fundação Pró-Sementes de Apoio à Pesquisa surgiu com o objetivo de apoiar a pesquisa e a divulgação de cultivares obtidas pela Embrapa Trigo.

Com sede em Passo Fundo (RS), filial em Campo Mourão (PR) e escritório em Rondonópolis (MT), é uma instituição privada, brasileira e sem fins lucrativos. Atualmente, é uma das mais importantes instituições do país no setor sementeiro, prestando serviços diferenciados e de qualidade à obtentores, produtores e comerciantes de sementes, sendo um elo de ligação entre organizações geradoras de novas tecnologias e o setor produtivo do agronegócio.

A Fundação Pró-Sementes atua como entidade certificadora de sementes credenciada junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Além disso, conta com uma rede experimental que desenvolve pesquisas com culturas de verão e inverno. É responsável pelo licenciamento de cultivares de soja, trigo e aveias, através de parcerias com empresas de melhoramento genético vegetal. Desde 2012, conta também com a unidade de Capacitação Profissional, oferecendo diversos cursos que visam atender as atuais demandas do agronegócio brasileiro.

*Fonte: La Idea Comunicação
**Crédito imagem: Marianna Rebelatto – La Idea Comunicação

deixe seu comentário



Torne-se um associado

E integre uma importante rede de pesquisa e ciência

Associe-se

Inscreva-se agora e receba nossa newsletter