Tecnologia em testes resulta em sementes de soja de alta qualidade
05/02/2017

Oitava edição do Curso de Vigor reuniu principais metodologias para controle de qualidade de sementes de soja

Foto Curso Vigor 2013b

De 08 a 12 de julho de 2013, a Embrapa Soja realizou em Londrina (PR) o VIII Curso de Vigor para Semente de Soja. O curso tem como foco os profissionais das áreas de produção, análise, extensão, ensino e pesquisa em semente e tem o objetivo de difundir conhecimentos sobre as metodologias atualizadas dos principais testes de vigor, que podem ser implementados para a soja, nos laboratórios de análise de semente. Dentre os diversos testes de vigor disponíveis atualmente, apenas o teste de tetrazólio é amplamente aplicado na avaliação da qualidade de sementes da soja. No entanto, outros métodos podem colaborar para o refinamento no sistema de controle de qualidade das sementes. ?A aplicação dos testes permite a colocação no mercado de lotes de sementes que apresentem qualidade superior, o que assegurará o estabelecimento da lavoura com plantas vigorosas e com estande ideal?, revela o coordenador do curso, José de Barros França Neto, pesquisador da Embrapa Soja.

As aulas do Curso de Vigor são teóricas e práticas. ?Cerca de doze, das 36 horas do curso, correspondem a atividades em laboratório, onde são demonstradas as metodologias dos principais testes de vigor: envelhecimento acelerado, teste de frio, condutividade elétrica, comprimento de plântula, classificação do vigor de plântula, tetrazólio, deterioração controlada, germinação a baixa temperatura, de velocidade de germinação, de peso de matéria seca, além de testes rápidos para determinação de dano mecânico como o hipoclorito de sódio e copo medidor?, destaca França Neto.

O curso teve o apoio da Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES). Ministraram a formação os pesquisadores da Embrapa Soja Ademir Henning, Fernando Augusto Henning, Francisco Krzyzanowski, Irineu Lorini e José de Barros França Neto (coordenador), além dos professores da Escola Superior de Agricultura ?Luiz de Queiroz? (USP/ESALQ) Julio Marcos Filho e Silvio Moure Cícero e do professor Roberval Daiton Vieira, da Universidade da Estadual Paulista (FCAV/UNESP-Jaboticabal). O curso também conta com o apoio técnico de George Haber, Vilma Cardoso Luis Stroka e Adriana Marques, da Embrapa Soja.

Voltar para o ABRATES Em Foco